OSTEOSSARCOMA

O que é?

O osteossarcoma é o mais comum dos tumores malignos primários dos ossos. É mais frequente em crianças e adultos jovens, com maior incidência no sexo masculino após a adolescência, podendo ocorrer em qualquer idade. Geralmente origina-se em áreas de crescimento do osso, principalmente nas extremidades dos ossos longos, como o fêmur, tíbia, úmero.

Fatores Predisponentes

Fatores associados às características próprias do paciente, como idade, etnia, sexo, bem como fatores genéticos e anomalias ósseas pré existentes estão relacionados a uma maior incidência da doença. Além disso, os seguintes fatores de risco têm sido associados a um maior risco de desenvolvimento da doença como: displasia fibrosa, retinoblastoma, exposição prévia a radioatividade, doença de Paget e osteomielite crônica.

Sinais e sintomas

Os sintomas mais frequentes s?o o aumento de volume local, dor e limitação dos movimentos do membro afetado.

Diagnóstico

O diagnóstico é obtido através de exames de imagem (tomografia computadorizada, ressonância magnética) e biópsia do tumor (anatomopatológico).

Tratamento

O tratamento atual do osteossarcoma consiste na ressecção cirúrgica do tumor e quimioterapia sistêmica. Em geral, a quimioterapia é realizada antes da cirurgia com o objetivo de reduzir o tamanho do tumor e preservar o membro. No entanto, em alguns casos, principalmente quando o diagnóstico é tardio (doença localmente avançada) a amputaç?o pode ser necessária.

Com o tratamento agressivo, através da quimioterapia e cirurgia, cerca de 60% a 70% dos pacientes com osteossarcoma, sem doença metastática ao diagnóstico , podem ser curados.

Texto: Dr Israel Villaça
Revisão: Dr Alexandre Fonseca